Limpeza de Bibliotecas

Hoje em dia e cada vez mais, as bibliotecas são utilizadas por muita gente, adultos e crianças, o que é um sinal muito positivo para estes espaços no que toca à razão da sua existência, seja para leitura in loco ou para onde se vai estudar quando se procura um sítio calmo e sossegado.

Limpeza de Bibliotecas

Por tudo isto, hoje em dia todas as bibliotecas têm um plano de limpeza preventiva, que consiste numa operação de higienização do próprio acervo, de forma a mantê-lo em bom estado.

Todos os cuidados na limpeza de uma biblioteca não só a manterão higienizada, como também irão prevenir a deterioração dos materiais e a salubridade do próprio local.

Limpeza de estantes em Bibliotecas

No que toca à limpeza das estantes onde se encontra todo o acervo, esta deverá ser realizada num horário de menos afluxo. Deverá ser feita uma mistura de meio litro de um desinfetante próprio para espaços públicos com meio litro de álcool. Não deverá ser esquecido o uso de luvas.

Deverá ser utilizado um pano embebido nessa mistura para limpar as estantes. Esta limpeza requer a regularidade de, pelo menos, dois meses, consoante o tamanho / área da biblioteca em questão.

Limpeza de Bibliotecas

Limpeza de Acervo

No que toca à limpeza do próprio acervo, ou seja, dos livros, esta deverá ser feita pelo staff da própria biblioteca, também com alguma regularidade, pelo menos de quatro em quatro meses.

A mesma mistura acima mencionada deverá ser aplicada na limpeza dos livros, sendo que não deverá ser esquecida da lombada.

Relativamente ao próprio espaço da biblioteca, diariamente deverá ser passado um pano macio e húmido pelo chão, estantes e mesas e, quinzenalmente, passar também um pano embebido numa mistura de água e um produto anti-bacteriano. O pano deverá estar apenas embebido na mistura feita e não húmido pela água.

Não use vassouras nem ceras na Limpeza de Bibliotecas

Um factor que não é muito conhecido é que numa biblioteca nunca deverá ser usada uma vassoura e mesmo a utilização de ceras para o chão não deverá ser muito frequente, uma vez que essas ceras contêm fórmulas químicas que podem ser absorvidas pelo papel dos livros e, assim, danificá-los.

No caso de se tratar de uma grande biblioteca com um acervo já muito antigo (antiguidades mesmo), existem máquinas próprias par a higienização de livros, próprias para boa manutenção e limpeza de artigos centenários.

Assim, a Oracle srl criou três tipos de máquinas para este tipo de limpeza específico.

  • DEPULVERA – é uma máquina móvel e automática, que limpa todos os cantos e lados do mesmo. Com apenas duas pessoas, esta máquina tem a capacidade para limpar 12 livros por minuto. Bibliotecas que usam esta máquina, a título de exemplo são a Biblioteca Britânica de Londres, A Biblioteca Estatal de Moscovo, a Biblioteca Nacional do País de Gales e a Biblioteca Nacional da Irlanda, em Dublin.
  • SPIRABILIA – esta máquina contém uma mesa de limpeza com uma câmara especialemtne concebida para a limpeza manual de acervos frágeis, livros e documentos.
  • LAURA STANDARD MAXI – máquina utilizada para a limpeza de livros com o tamanho habitualmente encontrado nas bibliotecas.
  • PULVISINA – é uma máquina pequena e compacta, mas inteligente. Pesa pouco e tem um preço mais acessível. O processo de limpeza é simples, com três movimentos e pode mesmo ser utilizada em conjunto com aspiradores.

Não apenas pela antiguidade do acervo em causa, mas também por se tratar de um processo moroso apenas para uma ou duas pessoas realizarem, estas máquinas tornam-se bastante úteis.



One Response

Deixe um Comentário