Limpeza de cresces e jardins de infância

As creches e jardins de infância são os locais onde os nossos filhos passam a maior parte do tempo.

Com dezenas de crianças e espaços para brincarem, exteriores e interiores, é essencial que estes locais estejam nas melhores condições de higiene.

Mas será possível não haver germes? Provavelmente não.

No entanto, são várias as precauções que podemos ter para evitar contágios ou mesmo limitar a propagação de germes.

Confira algumas dicas de limpeza de cresces e jardins de infância, já abaixo!

 

limpeza

 

Estudos demonstram que o simples ato de lavar as mãos pode reduzir em muito as taxas de doença em ambientes destes. Por outro lado, as educadoras nem sempre são formadas com o ensino de higiene adequada para evitar a propagação de infeções.

Para desinfeção e limpeza geral poderá ser feita uma mistura de um quarto de uma chávena de chá de lixívia sem perfume, com um litro de água. A solução deve ser aplicada na hora para que não perca o poder de desinfecção. Não misture esta solução com outros produtos químicos ou outras soluções de limpeza, pois alguns podem mesmo ter uma reação tóxica se em contacto com a lixívia.

Depois das áreas serem limpas, varridas de todas as sujidades, deverá usar esta mistura. A limpeza deverá ser feita com um pano limpo, mas húmido, e deixar a secar ao ar. As áreas que poderão ser limpas durante o dia são as mesas, cadeiras, colchões, berços, tapetes de jogos e mesmo as casa-de-banho.

Saúde das crianças

Como é que a creche do seu filho pode contribuir para evitar uma propagação de infeções?

Existem várias medidas que podem ser implementadas.

  • Desde cedo, as crianças devem aprender que é necessário ter as mãos limpas, pelo que deverão lavá-las frequentemente, ao longo do dia. A limpeza é importante não apenas para as crianças, mas também para as educadoras.Um estudo identificou que as torneiras são uma das áreas mais contaminadas numa creche. Daí que uma ótima opção é a instalação de torneiras automáticas, pois irão ajudar no com a propagação de infeções.
  • As bancadas e locais de trocas de fralda e bacios também devem estar impecavelmente limpos e higienizados. Caixotes de lixo ativados com pedal são ótimos para reduzir a transferência de micróbios nas mãos. Para isto também ajuda o uso de luvas de latex descartáveis, sendo que esta é outra forma de combater e mesmo evitar infeções que podem causar doenças estomacais e intestinais, incluindo diarreia. As área de muda de fraldas deverá ser limpa com lixívia diluída em água à proporção de 1:64.
  • Também com os próprios alimentos, os cuidados não podem ser deixados de lado. O devido armazenamento e preparação são essenciais.
  • Superfícies porosas, rachadas ou danificadas podem ser um pólo de propagação de micróbios e de refúgio para estes se esconderem, pelo que na limpeza da cozinha da creche deverá ser garantida a boa manutenção e condições das superfícies onde os alimentos das crianças são preparados.

 

Estas são algumas dicas de limpeza de cresces e jardins de infância que vão ajudar a garantir espaços mais limpos para as nossas crianças. Certifique-se que são cuidadosamente aplicadas!



Deixe um Comentário