Limpeza do circuito de aquecimento central

Muitos de nós gostaríamos de ter um sistema de aquecimento central em casa, pois assim esta ficaria quentinha nas frias noites de Inverno.

Para quem já tem um, com certeza já deverá ter pensado como poderá e deverá limpá-lo. Esta é uma tarefa muito fácil e que implica paciência e atenção.

Seguem-se algumas dicas de como fazer a limpeza do circuito de aquecimento central.

 

 

Dicas de limpeza e manutenção

radiadorQualquer sistema de aquecimento central tem radiadores, o que vemos em todas as divisões e junto à parede.

Primeiro deverá removê-los e passar-lhes com água corrente com uma mangueira. Claro que leva o seu tempo a fazer, mas é a melhor opção que tem para garantir que não há vazamentos.

Os sistemas de aquecimento central devem ser limpos na altura da instalação de uma nova caldeira ou caso tenha de instalar um novo.

Aqui, o objetivo de limpeza está intimamente ligado à manutenção, sendo o importante proteger o sistema de contaminações minerais, de baixas temperaturas de água e também remover resíduos de fluxo de água prejudicais à própria instalação, pois podem provocar a corrosão do sistema.

Existem sistemas de limpeza que removem o óxido de ferro (que tem um aspeto de lama escura) e o calcário, além de melhorarem a circulação e reduzirem o próprio ruído que a caldeira faz.

Por baixo da caldeira existe uma válvula com um manípulo azul que poderá ser necessário abrir caso não haja pressão (veja no manómetro da água da caldeira). A pressão ideal, em regra, é de 1,5 bar. Se necessário, abra a válvula, mas não a deixe aberta por mais do que 48 horas.

Os radiadores, além da torneira de passagem de água, têm uma roda pequena no lado oposto, o purgador, para que o ar quente saia.

Abra o purgador de cada radiador e quando a pressão estiver baixa, abra a torneira para que a água seja reposta. Volte depois a fechar os purgadores e certifique-se de que ficam bem fechados e com a pressão indicada.

É bem possível que saia até bastante água, mas se se munir daquelas garrafas de 1,5 litros de água, deverá ser suficiente para que esta não se espalhe por todo o lado.

A água nunca vai sair por completo a não ser que seja injetado ar para dentro dos tubos. Dependendo dos radiadores e para tirar a água, o bujão deverá ser retirado com uma chave de fendas. Rode o parafuso e, com um recipiente, vá tirando a água. De notar que há radiadores com bujoes em cima e também por baixo.

Em regra, os técnicos abrem os respiradores em cima, deixando sair água pelas tampas de baixo. Primeiro irá sair ar, mas se deixar aberto, a água logo acabará por sair também. A lógica é que as poeiras e sujidades saiam por baixo.



Deixe um Comentário